O BANHO. VOCÊ SABIA QUE…

10 ago

Costumamos realizar nossa higiene diária sem jamais nos darmos conta de que ela representa muito mais do que um hábito de limpeza. O banho diária pode ser na verdade, uma das melhores maneiras de se promover a saúde.

No entanto, essa mesma falta de consciência e o uso indiscriminado de produtos químicos podem acabar transformando esse hábito saudável num prejuízo da própria saúde.

O banho quente e o uso de sabonetes e shampoos apenas perfuma a pela. Seu uso deve ser mais restrito, porque a ação detergente do sabonete retira da pela uma oleosidade invisível, rica em vitaminas importantes, entre elas a vitamina “D”.

O calor da água muito quente dilata os poros e infiltra calor externo na pele. Além disso; pode-se provocar desequilíbrios térmicos ou a perda da resistência imunológica (provocando gripes e tosses) se, após o banho quente, nos expuser-mos ao vento, à chuva, ao ar condicionado, à friagem. Muitas pessoas sofrem de sinusites e corizas devido aos banhos quentes matinais.

Dependendo de cada organismo, do clima e de cada situação de saúde, o banho quente ou morno – pior se prolongado – pode causar mais danos do que se imagina. O ideal é um banho entre o morno e o frio, de preferência utilizando-se uma fricção feita com buchas naturais. Dessa forma, ativa-se a circulação da pele e provoca-se uma vasodilatação periférica, que permite uma descarga de toxinas do sangue, realizando-se, assim, uma “higiene interna” também.

Esse banho, mais natural, evita o choque térmico, pois traz o calor concentrado dentro do corpo para a periferia, protegendo melhor o organismo do frio ou do calor ambiental excessivo e melhorando muito sua resistência imunológica.

O banho quente, ao contrário, não remove o calor interno excessivo, e até contribui para elevá-lo. O banho quente, de efeito relaxante, pode ser tomado à noite.

Para a atividade diária, para estimular o organismo, para combater as gripes e resfriados, o banho frio, rápido e executado com fricção em todo o corpo, é muito saudável e natural. Pode-se ainda, após o banho tépico, passar para uma rápida ducha fria.
Esta é uma alternativa para quem não se aventura ao “banho gelado” ou então, durante o inverno.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: